COMO FUNCIONA NOSSO PROCESSO DE CONTRATAÇÃO

1 Crie uma conta no site
2 Escolha um curso
3 Realize seu pagamento on-line
Caso tenha alguma dificuldade envie e-mail contato@abecipeducacao.org.br. Obrigado!

FALE CONOSCO

Seg. a Sex. 9:00 - 18:00
Tel: (11) 3286-4855
contato@abecipeducacao.org.br

Preço dos imóveis caiu 0,14% em outubro

07/11/2019 / Categorias Mercado imobiliário , Economia
Post Image

(Valor Invest – Imóveis – 07/11/2019)

 

Após encerrar o mês de setembro com queda de 0,15%, o preço dos imóveis residenciais voltou a cair em outubro.

Dessa vez, o preço médio das vendas teve uma baixa foi de 0,14%, segundo o Índice FipeZap. O indicador é calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas (Fipe) em parceria com o portal Zap.

No acumulado do ano até outubro, o índice mostra que os preços ficaram praticamente estáveis, com alta de apenas 0,02%. No mesmo período, a inflação medida pelo índice IPCA subiu 2,58%.

Isso significa que a queda real do preço dos imóveis foi de 2,49% no ano. Nos últimos 12 meses, o índice acumula um avanço de 0,19%.

Preço médio - O preço médio de venda residencial em outubro de 2019 foi de R$ 7.236/m² entre as 50 cidades monitoradas pelo Índice FipeZap.

A mais cara delas é o Rio de Janeiro, onde o metro quadrado custa R$ 9.370. Em seguida vem São Paulo, com R$ 8.969/m² e Brasília, com R$ 7.425/m².

Já entre as capitais com menor valor médio de venda residencial por metro quadrado estão Campo Grande, com R$ 4.169/m², Goiânia, com R$ 4.228/m² e João Pessoa R$ 4.542/m².

Maiores e menores altas - Entre as 16 capitais monitoradas pelo índice, João Pessoa foi a cidade que apresentou a maior elevação em outubro, com alta de 0,67%. Já Fortaleza se destacou com o maior recuo no preço médio no período, com queda de 1,87%.

Nos últimos 12 meses, Manaus teve a maior alta, com 3,86% de aumento nos preços. Em seguida aparecem, Vitória (+3,65%) e Florianópolis (+3,02%). Fortaleza é a cidade com maior recuo, com queda de 4,04%.

Apesar de ter subido em outubro, João Pessoa foi a segunda capital com maior queda em 12 meses, de 3,24%. Em terceiro lugar vem Campo Grande, com baixa de 2,85%.

  • Compartilhe




ACESSE SUA ÁREA DO ALUNO

CRIAR CONTA

ESQUECE OS SEUS DETALHES?

TOPO